Aeromoça e comissário de bordo: profissões que são sinônimo de glamour. Afinal, quem não gostaria de passar seus dias de trabalho nas alturas, conhecendo diferentes cidades pelo mundo e ganhando salário compatível para isso? Se você está pensando em investir na profissão, é bom ter conhecimento do que é necessário para seguir carreira na área! Quais são as exigências em relação ao perfil, à formação e às qualificações do comissário ou aeromoça. Este é o primeiro passo para definir se a profissão está de acordo com suas expectativas e características pessoais.

O que é preciso para ser aeromoça ou comissário de bordo:

Idade e altura

Para trabalhar na área é necessário ter, no mínimo, 1,58 de altura, no caso das mulheres, e 1,65, no caso dos homens. Também é necessário ser maior de idade, já que é uma profissão que envolve constantes viagens.

Experiência necessária

Uma boa notícia para quem sonha seguir esta carreira é que não é necessário ter experiência anterior na área. Existem muitas oportunidades nas empresas de aviação para quem está começando!

Formação escolar

Outra facilidade para quem busca trabalhar como aeromoça ou comissário, é que não é necessário prestar vestibular ou apresentar formação acadêmica específica. É exigido apenas que o profissional tenha ensino médio completo. Isso significa que o tempo de preparação para seguir esta carreira é muito menor do que muitas outras profissões. Clique aqui para saber como adquirir formação em sua cidade e se tornar aeromoça ou comissário de forma rápida.

Conhecimento em outros idiomas

Esta não é uma exigência, mas é um diferencial. É muito comum haver turistas de outros países, mesmo em vôos nacionais. Quando o comissário ou aeromoça sabe se comunicar em outras línguas, o atendimento é muito melhor. Para quem sonha em trabalhar em vôos internacionais e viajar para diferentes países, a fluência em outro idioma é indispensável! Este também é um conhecimento que possibilita que o profissional se candidate em companhias internacionais, o que significa abrir o leque de oportunidades na carreira.

Curso em escola homologada pela ANAC

Para começar a atuar na profissão, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) exige que comissários e aeromoças apresentem formação em curso específico (descubra aqui o caminho mais rápido para você realizar seu sonho). São exigidas, no mínimo 138 horas-aula, que significam de quatro à cinco meses de aulas. Também é necessário que a escola escolhida seja homologada pela ANAC. No site da agência, você consegue visualizar quais são estas escolas no Brasil. O CEAB é um exemplo de empresa que oferece o curso exigido, com 16 anos de experiência na formação de profissionais capacitados para atuar na área.

Exame da ANAC

Depois de terminar o curso, é necessário prestar exame na ANAC, para testar os conhecimentos adquiridos. Depois que o profissional passa nessa prova, pode começar a trabalhar como comissário de bordo/aeromoça.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.