Longas jornadas, mudanças de fuso horário constantes e muito tempo longe da possibilidade de uma ter uma alimentação variada ao alcance das mãos. Para os comissários de voo, manter a qualidade na hora de consumir alimentos pode não ser fácil. Porém, com um bom planejamento alimentar, organização e conhecimento, é bastante possível.
Confira a seguir 5 dicas de alimentação ideal para comissários de voo em viagens longas.

Mantenha a hidratação do corpo

Essa é uma regra básica para manter o bom funcionamento do organismo. Além da água, que deve ser consumida com disciplina, frutas, sucos naturais, chás e água de coco também são indicados para manter a hidratação ideal do corpo. O organismo mal hidratado pode ser a principal causa de dores de cabeça, fadiga e perda de algumas funções cognitivas — sintomas que só atrapalham o desempenho e a qualidade de vida em viagens longas e que exigem resistência.

Resista a alimentos fáceis de consumir

Essa pode ser uma das principais armadilhas para quem fica muito tempo sem poder cozinhar ou sem uma boa oferta de alimentos saudáveis. Os snacks (salgadinhos, batatas chips, pipocas, amendoins etc.) são de fácil consumo e tendem a ser práticos, já que vêm prontos em saquinhos. Porém, além de apresentarem baixo teor nutricional, são cheios de sódio e gorduras saturadas.

Abandone os alimentos gordurosos

Maionese, frituras, molhos, salgados, embutidos, queijo amarelo: são inúmeros os alimentos que contêm grandes quantidades de gordura. E para deixar a situação ainda mais complicada, eles são facilmente encontrados em lanchonetes e cafés de aeroportos, representando quase sempre uma opção fácil entre uma parada e outra. Mas não se engane: esses alimentos que parecem práticos são prejudiciais ao organismo e não trazem a energia necessária para enfrentar jornadas e viagens longas.

Dê preferência a alimentos que tragam energia

O trabalho de um comissário de voo exige bastante de sua condição física. Portanto, insira na sua rotina alimentar alimentos que, além de saudáveis, deem bastante energia ao seu organismo. A banana é um bom exemplo de fruta que te ajuda nessa tarefa. Cereais e oleaginosas também são opções práticas e que te enchem de energia e disposição.

Por fim, alimente-se de três em três horas

Essa regrinha mais que conhecida também deve ser seguida à risca durante viagens longas. Alimentar o corpo de forma fragmentada mantém os níveis de glicose ideais no organismo, evita irritações gástricas e mal estares. Escolha os lanches seguindo as dicas anteriores e não deixe passar mais de três horas entre refeições!

Como é possível perceber, se alimentar de maneira saudável não é tão difícil como pode parecer. O ideal é aplicar essas dicas antes, durante e depois de viagens longas. Além de auxiliar o corpo a se manter saudável, uma boa alimentação aumenta a resistência do organismo a doenças e traz mais vitalidade e energia para desempenhar com excelência suas funções durante a jornada de trabalho e em uma rotina que exige bastante da saúde.

E você, o que faz para manter sua alimentação saudável durante viagens longas? Quais dicas vai colocar em prática? Compartilhe sua experiência conosco nos comentários!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here